Algumas bandas não ficam à vontade para gravar a versão cover de uma música, consideram que não há nada criativo em repetir algo que já foi feito. Há certa verdade nessa afirmação. Acredito que o processo criativo para definir como será essa “releitura” é tão complicado e trabalhoso como escrever e gravar uma música do zero. Respeitando as devidas proporções da prática, seria algo como reinventar a roda. Às vezes dá certo.

Isso não é uma regra, mas uma boa “desculpa” para gravar um cover justifica-se quando ele é incluído na trilha sonora do blockbuster do momento ou em uma compilação tributo. Acredito mais na segunda possibilidade.

01 – Soul Asylum – Sexual Healing

“Sexual Healing” é um verdadeiro clássico do mestre da soul music, Mister Marvin Gaye. A versão do Soul Asylum foi lançada na compilação chamada No Alternative, idealizada pela Red Hot Organization – www.redhot.org/projects/noalt.html

02 – Porno For Pyros – Satellite Of Love

A banda gravou essa música para ser lançada originalmente no lado b do single “Tahitian Moon” do disco Good God’s Urge. Ela também entrou na trilha do filme Cable Guy estrelado pelo ator Jim Carey.

03 – Ian Brown – Billie Jean

No final do mês de junho nos faltou o fôlego com a tragédia que chocou o mundo todo, perdemos o “King Of Pop”. O Ian Brown, ex-vocalista do Stone Roses, anos atrás, lançou no seu Golden Greats a sua interpretação para “Billie Jean”.

04 – Echo And The Bunnymen – People Are Strange

Primeiro caso desse set list em que a roda foi reinventada. O Echo And The Bunnymen gravou “People Are Strange” do The Doors para fazer parte da trilha do sensacional The Lost Boys.

05 – Redd Kross – Yesterday Once More

Homenagem honesta e merecida aos irmãos Karen e Richard, muito bem feita pelo Redd Kross para o disco tributo If I Was A Carpenter.

06 – Tripping Daisy – Rise

Música do P.I.L – Public Image Limited, projeto que o Johnny Lydon, também conhecido como Johnny Rotten, desenvolveu assim que o Sex Pistols acabou e que o Tripping Daisy gravou para a trilha do filme Basquiat. A banda gostou tanto do resultado que tempos depois essa música foi relançada em um EP com raridades.

07 – Richard Cheese – Suck My Kiss

Músico sempre acompanhado pela banda Lounge Against the Machine, nome 100% inspirado no Rage Against The Machine. A intenção do cara é exatamente essa, tirar uma onda das bandas e suas músicas, assim como ele fez com a versão rápida e ligeira de “Suck My Kiss” do Red Hot Chili Peppers.

08 – Therapy – Vicar In A Tutu

O The Smiths está presente nesse setlist com “Vicar A Tutu” que o Therapy gravou para a compilação The Smiths Is Dead, e conta também com a participação do Placebo, do Supergrass entre outras bandas legais.

09 – Siouxsie And The Banshees – Dear Prudence

Segundo caso desse set list em que a roda foi reinventada. O mais legal sobre essa música dos Beatles, que o Siouxsie And The Banshees gravou para o disco Hyaena, é saber que todo o som de guitarra é tocado pelo Robert Smith do The Cure, inclusive ele foi considerado como integrante oficial da banda por um período. In Siouxsie And The Banshees I Trust.

10 – Stone Temple Pilots – Dancing Days

E terceiro caso em que a roda foi reinventada. Com todo o respeito e minha total admiração a obra do Led Zeppelin e dos Beatles mas as suas versões ORIGINAIS ainda tem que COMER MUITO FEIJÃO COM ARROZ para chegar perto das versões cover.

 

 

01 – Marvin Gaye – Sexual Healing

02 – Lou Reed – Satellite Of Love

03 – Michael Jackson – Billie Jean

04 – The Doors – People Are Strange

05 – The Carpenters – Yesterday Once More

06 – Public Image Limited – Rise

07 – Red Hot Chili Peppers – Suck My Kiss

08 – The Smiths – Vicar In A Tutu

09 – The Beatles – Dear Prudence

10 – Led Zeppelin – Dancing Days

 

Clique aqui para escutar a primeira dose_INDIE com o COVER do lex.

Clique aqui para baixar o podcast “COVER”.

Clique aqui para baixar o podcast “ORIGINAL”.

Lex publica seu podcast às sextas-feiras no Sete Doses

Anúncios