O ano de 1992 foi complicado para o Atlético. O Galo fez campanha medíocre no Campeonato Brasileiro, foi eliminado na segunda fase da Copa do Brasil pelo Criciúma e ficou fora da decisão do Campeonato Mineiro. Nem por isso, deixou de lado a sua tradição de pioneirismo.

Um ano antes, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) decidiu organizar a Copa Conmebol, um torneio aos moldes da Copa da Uefa, envolvendo os principais clubes sul-americanos da temporada que ficaram fora da Libertadores. Até então, a entidade só organizava a Libertadores, a Supercopa e a Recopa.

Escolhidos por critérios técnicos, os representantes brasileiros na primeira edição, em 1992, foram Bragantino (vice-campeão brasileiro de 1991), Atlético (terceiro lugar no Brasileirão de 1991), Fluminense (quarto lugar no Brasileirão de 1991) e Grêmio (vice-campeão da Copa do Brasil de 1991).

Derrotado por 2 a 1 pelo Fluminense em Juiz de Fora, o Atlético mostraria a sua força no jogo de volta das oitavas de final ao avançar com um implacável 5 a 1. A força do Galo no Mineirão seria comprovada nos confrontos seguintes. Passou pelo Atlético Nacional, com um empate por 2 a 2, na Colômbia, e um triunfo por 3 a 0 em Belo Horizonte.

Na semifinal, contra o El Nacional, que havia eliminado o Grêmio, o desempenho foi semelhante. Derrota por 1 a 0, no Equador, e classificação para a final com vitória por 2 a 0 no Mineirão. Assim, o Galo estava na final da primeira Copa Conmebol.

O adversário da final prometia duelos emocionantes. O Olímpia ainda possuía a base campeã da Libertadores de 1990 e iria disputar o segundo jogo em casa. Mas o Atlético mostrou estar pronto para guerra e embaixo de chuva, e com o Mineirão devidamente lotado, venceu a primeira final por 2 a 0, envolvendo o rival. A estrela de Negrini, promessa do Atlético-PR, brilhou, ao marcar os dois gols do triunfo.

No Paraguai, o Galo enfrentou pressão, bombas atiradas no campo, mas só sofreu um gol, espírita, aos 44 minutos do segundo tempo, marcado por Caballero. O título da primeira Copa Conmebol tinha dono e era do primeiro campeão mineiro, do primeiro time a ganhar uma competição nacional (Campeão dos Campeões em 1936), o primeiro time brasileiro a excursionar pela Europa, o primeiro campeão do Campeonato Brasileiro…

Como bônus, os vídeos da vitória por 5 a 1 sobre o Fluminense e da homenagem aos bicampeões da Copa Conmebol.

Leandro Augusto publica vídeos esportivos históricos aos sábados no Sete Doses.

Anúncios