Para nós, navegar na internet já se tornou algo corriqueiro, quase automático. Para as gerações mais recentes, é algo tão simples quanto era para nós (e aí falo por todos aqueles que tem seus 20 e poucos anos) ligar a TV e assistir a um desenho. Não importa de onde vem o sinal, quem o envia, ele simplesmente está ali.

Para muitos, isso basta. Entrar na internet, fazer as atividades de costume, como checar e-mail, a página de recados no Orkut, visitar um ou outro site, ler notícias…

Mas e quem quiser saber mais SOBRE a internet, onde pode procurar?

Uma das saídas é o Sete Doses, claro, onde todas as quartas-feiras tento trazer uma curiosidade, uma dica, ou alguma reflexão sobre algum aspecto da rede. Mas como aqui todo mundo é a favor da informação livre e circulando por aí e não tem frescura nem medo de concorrência, aí vão algumas dicas para quem se interessa em saber mais sobre essa coisa em que estamos mas que não sabemos exatamente o que é.

Atualmente, o melhor suplemento de jornal sobre informática e tecnologia é, sem sombras de dúvidas, o Link, do Estadão. Capitaneado por Alexandre Matias, o suplemento entendeu bem seu papel na web e disponibiliza em seu site todo o conteúdo impresso, além de outras coisas em um blog escrito pelos redatores.

A revista Info, principal publicação de tecnologia do país também mantém seu site à frente da concorrência, com notícias pulando a cada minuto – algumas bem específicas – mas que no geral suprem bem a necessidade de quem quer saber um pouco mais sobre informática. E engana-se quem acha que isso é coisa daquele colega japonês nerd que sentava na frente da sala de aula enquanto você zoava no fundão.

Recentemente a Info deu um corajoso passo rumo à democratização da informação, criando uma sessão no site com feeds das notícias de seus principais concorrentes. Um grande passo contra a besteira cometida por alguns portais (inclusive aquele onde eu tenho que estar 8h por dia) que no discurso é totalmente a favor de informação para todos mas na prática, parece que o trabalho é esconder as coisas do leitor e principalmente da concorrência.

Para quem lê em inglês e quer saber quais são as últimas tendências, o que vai vingar ou não, e de lambuja ganhar um texto muito bem escrito e com visual que dá gosto, o canal é a Wired. Também conhecida aqui em casa como revista mais legal do mundo, a publicação disponibiliza online todo o seu conteúdo e conta com blogs e colunas sobre tudo que é aspecto ligado a tecnologia: games, compras, gadgets, programação. Recomendadíssima também no papel. Mas se não quiser gastar R$ 30 importando a revista, vai lá no site que está tudo lá.

Agora se você leu isso e pensou: ‘Ah, isso não é pra mim não, não entendo nada desses negócio aí de tecnologia, só sei ler meu e-mail e entrar no Sete Doses’, um bom caminho para começar é com esta coletânea de artigos feita por quem entende do assunto e disponibilizada de graça na rede.

Cada texto fala sobre um desses termos que vira e mexe a gente ouve, muitas vezes até usa, mas não sabe direito o que é. Leitura interessante, para iniciados e iniciantes, que vai valer seus 5, 10 minutinhos. Garanto.

Thiago Kaczuroski, o Kazu, escreve às quartas-feiras no Sete Doses

Anúncios