Quando Corrêa lançou Muriqui e o atacante passou para Diego Tardelli empurrar a bola para as redes, a expectativa de festa pelo 40º título do Campeonato Mineiro do Atlético se tornou efetivamente em comemoração. Mas ainda havia um personagem muito discreto no Mineirão.

Ídolo desde o final da década de 90, Marques quase abandonou a carreira no final de 2009. Afinal, havia sofrido na temporada sem marcar gols, ficou boa parte do ano parado por conta de uma cirurgia e sofreu com a indiferença das comissões técnicas com um atacante veterano.

Marques, porém, não parou. Renovou o contrato até maio de 2010, sem saber se iria aguentar jogar o ano inteiro. Se tornou frequentador assíduo do banco de reservas, teve bom desempenho quando foi acionado, mas tudo isso era muito pouco para o ídolo. Por isso, o torcedor atleticano também queria ver a participação de Marques na final e na festa pela conquista do título estadual.

Luxemburgo colocou Marques em campo e o clichê também resolveu passar pelo Mineirão. Ídolo no ano da aposentadoria entra em campo no final do jogo e faz o gol do título. Tudo isso aconteceu e o clichê que era um sonho virou uma realidade perfeita no Mineirão.

Mas Marques não poderia se ater a apenas isso e não escondeu a sua emoção, como um verdadeiro ídolo costuma fazer. E se o gol do título não bastava, ele tratou de fazer uma comemoração especial ao tirar a camisa de jogo, coloca-la na bandeirinha de escanteio e agita-la, como uma bandeira, como todo torcedor que carregou o sonho de jogar pelo Atlético sempre quis fazer.

Comemoração feita e cartão amarelo recebido, num exemplo claro de uma das razões de nenhuma criança acalentar o sonho de ser juiz de futebol, Marques colocou mais um título no seu currículo. Mas também já pode dizer que foi o principal responsável por desencadear uma festa inesquecível, que coroou a carreira de um atacante que se entregou ao clube, que sempre lutou, que sempre teve caráter, e merecia essa mínima retribuição.

Leandro Augusto publica vídeos sobre esportes aos sábados no Sete Doses.

Anúncios