Hoje publicamos o segundo texto dessa seção que abre espaço para que os nossos leitores divulguem seus trabalhos. A Laila Pereira tem dezesseis anos, é estudante do ensino médio e moradora do bairro Casa Verde, aqui em São Paulo. Ela conheceu o Sete Doses ao procurar sobre “Lomografia”. Deparou-se com a série de textos sobre o tema (leia aqui, aqui e aqui) do Thiago Kazu, que escreve às quartas-feiras, e se tornou leitora assídua do blog. O texto que ela nos mandou é inspirado no que ela escuta e vê na música “Construção”, do Chico Buarque. Segundo ela, o título está péssimo, é o primeiro texto do tipo que ela escreve e ela nunca mostra pra ninguém suas criações. Sempre tem a primeira vez, mas aqui ela já vai começar mostrando para pelo menos 300 pessoas.

Na semana passada o João Paulo participou desse espaço: LEIA AQUI

Quem tiver interesse em publicar seus textos no Sete Doses mande um e-mail para setedoses@gmail.com

***********************

Sorrindo para o errado

Quando a fadiga alcança os olhos de um pobre coitado,

o pobre deita e descansa, sorrindo para um mundo malvado.

O pobre, quando ressuscita, levanta sem olhar para os lados.

Ele apenas almeja um futuro e um passado inventado.

Um futuro de glória, fama e poder;

o passado ele ignora, a fome e o descaso de quem está do lado.

Se o coitado passa a vida inteira sendo humilhado,

ainda dizem que é errado ele ser revoltado.

Mas como pode um sorriso sincero num rosto feliz

quando foram eles que mais incentivaram um rosto que hoje com a amargura condiz?

Laila Pereira é leitora do Sete Doses (lailex.o@hotmail.com). O blog dela é http://www.aquiloquetefaltava.blogspot.com

Anúncios