Origem: Wikidoses, a enciclopédia livre, agora também em livro.

Pancho Contreras, pseudônimo de Francisco Javier Contreras (07 de novembro de 1941), é um ex-assassino de aluguel e atual produtor e consultor de filmes, com trabalhos consagrados ao lado de Robert Rodríguez.

Pancho Contreras é uma lenda no México. Depois de uma juventude imersa em práticas escusas, tornou-se um dos mais ativos e respeitados foras-da-lei da região compreendida entre o sudoeste dos Estados Unidos e o norte do México. Inúmeras lendas relatam sua liderança em centenas de tiroteios, mais de 70 homicídios, fugas espetaculares e até na liderança de um bando de assassinos em uma guerra particular no Novo México. Uma das histórias mais marcantes diz respeito ao seu peculiar hábito de adicionar chili às balas de seus revólveres. A prática causava dor ainda mais intensa nos oponentes que não tinham a sorte de morrer imediatamente.

Os Jovens Anos de Pancho Contreras

Nascido na cidade de Ciudad Juárez em 1941, perde os pais logo em seguida. Passa a vagar sozinho pelo deserto, pulando de condado em condado atrás de água e um pouco de comida para sobreviver. Como o norte mexicano não era conhecido por sua solidariedade, começou a cometer pequenos delitos e furtos ocasionais nas comunidades e fazendas do deserto.

É preso pela primeira vez aos 12 anos, quando praticava zoofilia em um rancho que pertencia aos descendentes de Franklin Delano Roosevelt. É solto logo em seguida e consegue seu primeiro revólver em uma roleta russa com um primo distante.

Dois anos depois, foge a cavalo do condado, após ter sido acusado de matar uma prostituta que lhe tirou a virgindade. Três dias depois, chega a uma outra fazenda, onde consegue emprego como tratador de animais. Ali conhece seu único amor: a bela Sue Johansson, filha do proprietário. Meses depois de chegar à fazenda, ambos fogem, apaixonados, rumo à Tijuana.

Filhos, rompimentos e novos crimes

Pancho Contreras teve 11 filhos, dos quais 8 foram concebidos com Sue Johansson e outros três após o suicídio dela, com mães de paradeiro e origem ignorados. Após a morte de seu grande amor, Contreras destinou toda sua raiva aos filhos: Juanito, Juanjo, Juanna, Juanez, Javier, Panchito, Julieta, Jalismán, Jolesval e Juín. Rompido com seus herdeiros, a quem culpava pelo suicídio, retomou sua vida de crimes. Sem dinheiro e desestabilizado emocionalmente, iniciou uma fase na qual se construiu o mito do “El Matador en Llamas”.

Revoltado com o que considerava um abandono de Cristo, rompeu também com Jesus e passou a anunciar que assassinava pessoas por dinheiro. Seus métodos eram diferenciados. Depois de se tornar amigo das vítimas, as amarrava nos estábulos, estimulava os cavalos a darem coices nas cabeças e membros inferiores e depois ateava fogo ao feno, numa espécie de bomba-relógio.

Matou mais de 60 pessoas desta maneira, com o que rapidamente se tornou tão temido quanto milionário.

Cinema

Mais de 40 anos se passaram sem que ninguém soubesse do paradeiro de Pancho Contreras. O assassino ressurgiu ao ser contratado pelo cineasta Robert Rodríguez como consultor cultural e estético para o filme From Dusk Till Dawn (No Brasil, Um Drink no Inferno). Com o sucesso da película nos circuitos alternativos, Contreras mostrou-se entusiasmado com a atividade, chegando a declarar: “Tenho muito mais prazer em ver as pessoas matando outras sob minha orientação do que eu mesmo matá-las. E eu gosto muito de matar pessoas. Aliás, gostava…”

Após o repentino sucesso, entrou novamente no ostracismo. Atualmente, canta clássicos do folclore e mariachi em pequenas casas de show para turistas no México, além de apresentar um programa na rádio Capitalex, de Ciudad Juárez.

.

…………………………………………………………………………………..Continua na sexta…

.

Este artigo sobre uma biografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikidoses expandindo-o.

.

Ricardo Torres escreve às terças-feiras para o Sete Doses e especialmente nesta embarca para a Espanha para cinco meses de viagens de todas as naturezas.

Anúncios