Para ser grande, um clube não precisa estar na primeira divisão do futebol brasileiro. Mas é bom que esteja na elite, afinal, uma equipe só se faz gigante quando enfrenta, vence, perde e faz partidas históricas contra os seus pares. Porém, a presença de grandes times na Série B tem sido rotineiro nos últimos anos no País.

Em 2008, o Vasco viveu o pesadelo de ser rebaixado. E o seu purgatório durou todo o ano seguinte. Para dificultar a situação do seu torcedor, teve dificuldade para se reforçar com qualidade. E, como resultado, fez um Campeonato Carioca medíocre e se arrastou na Copa do Brasil até chegar às semifinais.

Foi quando o presidente Roberto Dinamite, mais pensando nas condoídas contas do clube, teve uma das melhores ideias da sua gestão. Tirou o primeiro jogo da semifinal contra o Corinthians do Estádio de São Januário e o levou ao Maracanã. Ação tomada, aguardou que o torcedor desse a resposta que as finanças vascaínas precisavam.

O Maracanã pulsou como só acontece nos grandes jogos com grandes torcidas. Mais de 70 mil vascaínos foram ao principal palco do futebol brasileiro mostrar que nada abala o torcedor. Nem rebaixamento para a Série B, seguidos fracassos ou gestões temerárias do clube. E nem um adversário superior.

Com mais qualidade técnica e entrosamento, o Corinthians foi dono do primeiro tempo. Foi ao intervalo vencendo por 1 a 0, com gol marcado por Dentinho. Mas ainda poderia ter feito outros, com Elias e o próprio Dentinho.

Parecia pouco o que o Vasco poderia fazer para superar ou ao menos equilibrar o jogo. Mas o apoio do torcedor tornou a equipe mais corajosa no segundo tempo. O confronto ficou emocionante, com chances de gol para as duas equipes. E o Vasco chegou ao gol de empate com Rodrigo Pimpão.

Poderia ter virado o placar, como correu riscos de perder um jogo emocionante e quente, que envolveu dois gigantes do futebol brasileiro. E a vontade da equipe, mesmo que não suficiente para virar uma vitória, fez o torcedor aumentar o orgulho de ser vascaíno. Mal sabiam eles que são os próprios responsáveis por fazer o clube da Colina um dos gigantes do futebol brasileiro.

Leandro Augusto publica vídeos sobre esportes aos sábados no Sete Doses.

Anúncios