Condicionamento físico, criatividade, visão e antevisão de jogo, personalidade e técnica apurada. Aperfeiçoe algumas dessas características e você terá um craque, quiçá um dos melhores jogadores do futebol mundial. Pegue todas essas qualidadades, adicione escolhas corretas e você terá Ele, Pelé, o Rei do Futebol.

 

O brasileiro mais conhecido no mundo, uma das maiores marcas do planeta, que comemora 70 anos neste sábado, mas que nasceu dois dias antes. Ninguém, porém, vai contestar o dia da festa, afinal, melhor do que analisar uma certidão de nascimento é aproveitar para celebrar o Natal do futebol e relembrar os feitos do seu Rei, que um dia foi apenas um garoto consolando seu pai – Dondinho – pela derrota brasileira na final da Copa do Mundo de 1950.

 

Oito anos depois, o menino virou rei. Chutou para longe o complexo de vira-latas do torcedor brasileiro e faturou o título da Copa do Mundo na Suécia. Não era mais Dondinho que estava consolado, mas uma nação,  que via em Pelé um personagem dos seus Anos Dourados.

 

O mundo se impresssionou, quis conhecê-lo  e o Santos viajou pelo mundo. Venceu dezenas de campeonatos, marcou milhares de gol, encantou plateias. O contador não parou de rodar e chegou ao número 999. Para rodar novamente, fez o Brasil inteiro esperar. No Maracanã, o cenário ideal para consagração, Andrada tentou defender, socou o chão, mas a glória estava feita.

 

Depois do milésimo, vieram mais 275 gols. E os mais importantes no México, em 1970. O Brasil já era bicampeão mundial, mas Pelé ainda não havia disputado uma Copa completa. Superou suspeitas, se preparou para os 540 minutos que viriam sob calor e altitude. Sonhou com uma conquista perfeita.

 

Ela veio, com uma seleção completa, atuações impecáveis, jogadas geniais e gols inesquecíveis. Do jeito que Ele imaginou. E Pelé estava consagrado eternamente. O gênio jamais teria a alcunha Rei do Futebol afastada do seu nome. Aos súditos, só restam os agradecimentos e a inspiração.

 

Leandro Augusto publica vídeos sobre esportes aos sábados no Sete Doses e é um dos súditos do Rei Pelé.

Anúncios