A ilustração da semana deixa de existir! E antes que pensem, que digam qualquer coisa … o Ziegler não está saindo. Melhor, estou buscando novos caminhos (leiam-se soluções) para resolver problemas com criatividade, identidade e prazo. E também porque as publicações agora serão quinzenais, logo ficaria feio batizar de ilustração desta semana … rs …

Durante quase dois anos, não segui nenhuma linha racional e muito menos gráfica do que eu iria expor nos meus posts. Foram ilustrações sobre os mais distintos assuntos e acontecimentos. Pessoais ou não. Preelaboradas, devidamente “brifadas” na minha cabeça ou simplesmente feitas “nas coxas” no último cigarro da madrugada.

E nesse caos todo, descobri que havia perdido a linha da coisa. Fazendo uma retrospectiva do último ano e até na seleção da obra para o livro SeteDoses, percebi que coisas com pesos totalmente distintos acabaram recebendo por mim o mesmo tratamento sem qualquer critério . Ora eu ilustrava uma canção, e tantas outras mais significativas ficaram de fora. Ora me via desenhando sobre uma “merdinha” qualquer que havia explodido.

Fiz críticas à sociedade, ao governo, a mim mesmo. E tive “inúuuumeras” outras chances de repetir o feito.  E não foi feito!

Para direcionar melhor o meu trabalho no blog, optei por seguir uma linha de inspiração. Escolhi o cinema para isso. Uma grande paixão, febre… e, por incrível que pareça, não me lembro de ter feito nada ainda sobre. Então, a ilustração da semana dá lugar ao Cine Z ilustra!

Filme escolhido, daqueles naturalmente tortos e normalmente estranhos a olhos pouco treinados, farei meus embustes gráficos. Pode ser uma cena, um novo cartaz, um ator ou um diretor. O que a película permitir!

Creio que assim vou atender às minhas necessidades criativas e de organização. E ainda indico humildemente alguns filmes que possam interessar aos nossos seguidores.

Pois bem, vida longa ao Cine Z ilustra!

E para a primeira edição que acontece no próximo dia 3 de março, já com o novo site no ar, escolhi o francês J’ai toujours rêvé d’êntre um gangster de Samuel Benchetrit. Até lá!!

 

 

Alessandro Ziegler publica suas ilustrações às quintas-feiras no setedoses

 


Anúncios